Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Azul Eléctrico

IMG_7616.JPG

 

Adoro a luz naqueles minutos que se seguem ao Sol baixar no horizonte - ou quando se prepara para nascer - em que o céu ganha um azul eléctrico, que se reflecte na água e lhe dá o mesmo tom.

 

Estas fotos que tirei no Porto não são excepção e estão entre as minhas preferidas, que tirei nesta viagem. E vocês? Qual é a vossa altura do dia preferida para fotografar uma paisagem assim?

 

IMG_7620.JPG

IMG_7596.JPG

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

 

Florença - A melhor vista da cidade

IMG_3002.JPG

 

Florença tem a vantagem de ser uma cidade praticamente plana, com os principais pontos de interesse sempre à distância de uma curta caminhada. O único sítio um pouco mais distante do centro, mas também um ponto obrigatório pela perspectiva panoramica de toda a cidade, é o miradouro da Piazza Michelangelo.
 
São 30 minutos a pé desde a ponte Vecchio, em ritmo de passeio, num percurso que só nos metros finais da subida se torna um bocadinho mais cansativo. Mas quando se tem uma vista destas, cada degrau vale bem a pena.
 

IMG_3024.JPG

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

A Capela das Almas

IMG_6969.JPG

 

No Porto não faltam igrejas altamente fotogénicas. Sobretudo pelo hábito, pouco comum no sul do país, de revistir as fachadas a azulejos. Curiosamente, a mais impressionante de todas pertence a uma das igrejas mais pequenas da cidade.

 

É mais ou menos a meio da rua de Santa Catarina, muito perto do mercado do Bolhão, que fica a Capela das Almas. A traça é simples e as dimensões não impressionam por aí além, mas aquele azul tão vibrante tem o impacto de uma catedral. Sobretudo no enorme painel lateral, que mostra episódios da vida de São Francisco de Assis e de Santa Catarina.

 

Quando se tem uma cena destas à frente, não é preciso muito esforço para fazer boas fotos. E estas são das minhas preferidas, das que tirei neste saltinho à invicta.

 

IMG_6955-Edit.JPG

IMG_6964.JPG

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

O Porto... faz pandã

No final do mês passado estive uns dias no Porto. Numa das vezes em que passei pelo Mercado Ferreira Borges, junto ao Palácio da Bolsa, reparei que quase tudo na cena que tinha à minha frente era vermelho. O mercado, o prédio em fundo, o mural que se desenhava em frente, o sinal de trânsito proibido e até a mota que por lá estava estacionada.

 

Só faltava que uma pessoa vestida de vermelho passasse, para dar ainda mais vida à cena. E fiquei à espera.

 

5 minutos.

 

10 minutos. Nada.

 

Passou uma senhora com uma mala vermelha, mas não era o suficiente.

 

15 minutos.

 

Aproximou-se um quispo vermelho altamente promissor (com uma pessoa dentro, atenção). Mas à última hora atravessou para o outro lado da estrada.

 

20 minutos.

 

Não ia passar a manhã inteira ali, até porque também não era o enquadramento mais deslumbrante do mundo. Comecei a ir embora. Hesitei. Só mais um bocadinho - pensei - E dei um passo atrás...

 

1 minuto.

 

Heis que finalmente... alguém de vermelho. O minuto extra tinha compensado! O resultado foi este:

 

IMG_7709.jpg

 

Não sei bem dizer se a foto vale os 21 minutos de espera. Mas tal como outras parecidas, que tirei nesses quatro dias no Porto, esta imagem é o registo de um pequeno momento, em que tudo se conjugou como pensei. E que isso me dá um gozo do caraças... lá isso dá!

 

IMG_6948 (1).jpg

IMG_7447.jpg

IMG_7450.jpg

IMG_6961.jpg

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

O dia em que fui ao Canadá sem querer

Estavamos em Detroit. Uma cidade feia, muito industrial, com edifícios enormes, escuros, sujos e de arquitectura austera. Notavam-se bem os efeitos da crise do início dos anos 2000, que ali atirou milhares de pessoas para o desemprego e fechou centenas de fábricas e negócios. Muitas casas e armazens devolutos e em mau estado.

 

IMG_4167.jpg

 

Tínhamos chegado de Chicago na véspera à noite e partiríamos no final desse dia, rumo a Toronto. Ansiosos por uma vista menos claustrofóbica da cidade, decidimos atravessar o rio, ver Detroit de uma outra perspectiva.

 

De carro, atravessámos um dos túneis que passam por baixo do rio Detroit. Antes de emergir na outra margem, deparámo-nos com uma espécie de portagem. À nossa frente, alguns carros aguardavam. Achámos estranho a demora, enquanto os carros iam parando e seguindo, a conta gotas. Até que chegou a nossa vez... pediram-nos o passaporte, fizeram umas perguntas e espetaram-lhe um carimbo.

 

"CANADÁ" - dizia.

 

Afinal estávamos num posto fronteiriço. Tínhamos acabado de viajar até ao Canadá sem saber. Windor - era o nome da pequena cidada, sem muito para ver. Começou a nevar, enquanto caminhavamos até ao rio.

 

E Detroit, lá ao fundo, com as enormes torres da General Motors em destaque, até não parecia assim tão horrível.

 

IMG_4306-Pano (1).jpg

IMG_4338 (1).jpg

  

 Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

 

Florença - Lojas, mercados e um javali materialista

Como disse no  post anterior, são muitas as lojas que nos encantam em Florença. Das mais tradicionais e cheias de história às mais modernas. Por todo o lado vendem-se tecidos ou peles, que enchem as ruas de cor (os trabalhos em pele são umas das tradições da cidade).

 

Até existem lojas quase inteiramente dedicadas a Gepetto e o seu Pinóquio, com trabalhos em madeira. E vários mercados. O mais famoso é o Mercado del Porcellino. Se passarem por lá, esfreguem o nariz ao Javali. Mas antes têm de colocar-lhe uma moeda na boca. Sim, que ele tem este ar bonacheirão, mas não anda aqui a trabalhar de graça. Se a moeda rolar para dentro da grelha de metal, no fundo da fonte, é sinal sorte garantida - dizem, que ainda estou para ver os resultados! 

 

IMG_1926.jpg

IMG_2446 (1).jpg

IMG_2651 (1).jpg

IMG_2798.jpg

IMG_3244.jpg

 

Fica por mostrar a grande descoberta da viagem. É só a melhor loja de todo o sempre, que descobri por completo acaso. Mas vou fazer suspense... Vão ter de esperar até à próxima semana. 

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.