Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Florença - David e o palácio meio vazio

E6C4F885-AE44-4B3F-A539-9013B5B53F52.jpeg

 

Chegámos à Galleria dell'Accademia, a galeria da Academia de Belas Artes de Florença, pouco antes das 10h. Na rua, a fila já era de algumas centenas de pessoas. A espera para entrar pode chegar a ser de horas. Felizmente fomos de Portugal já com os bilhetes reservados e não esperámos mais de 20 minutos.

 

Em pouco mais tempo que isso, faz-se a visita ao interior. O edifício não é grande. São pouco mais de meia dúzia de salas, com pintura e escultura, dos séculos XIII ao XVI. Gostei sobretudo de uma sala repleta de estátuas dispostas de maneira meio caótica,  cujas paredes são revestidas a centenas e centenas de bustos.

 

IMG_1172.jpg

IMG_1177.jpg

IMG_1151-Edit.jpg

IMG_1141.jpg

IMG_1146.jpg

 

No coração da exposição encontra-se, claro está, a estátua de David, uma das obras mais famosas de Michelangelo e uma das estátuas mais conhecidas do mundo. Essa fama tem os seus custos. É complicado fazer uma aproximação a David, sempre rodeado de dezenas de pessoas, cada uma a tentar guardar o momento para a posteridade (e para o facebook). Com algum esforço e jogo de cotovelos, lá me consegui aproximar. Só não sei se lhe consegui captar o melhor ângulo...

 

IMG_1126.jpg

IMG_1160.jpg

 

Como a visita foi mais curta do que esperávamos, aproveitámos para ir visitar o Palácio Medici-Riccardi, apenas a dois quarteirões de distância. Sendo um dos vários palácios da poderosa família Medici, esperávamos ficar a conhecer um pouco mais da história da cidade. Aliás o que nos despertou a curiosidade foi precisamente uma crítica no Google Maps, em que um visitante dizia ter aprendido muito da história de Florença. Nada mais longe da verdade. O interior do palácio está praticamente vazio. Poucas salas para visitar também. Algumas delas com pouco mais que uma tapeçaria e uma cadeira a compor o espaço. Não há a mínima informação sobre a história palácio, da família Medici ou da cidade de Florença. Salvou-se, pelo menos, uma sala de conferências com um tecto absolutamente deslumbrante e uma pequena capela, toda revestida a frescos, magníficos no seu detalhe . Mas por 10€, ainda hoje estou na dúvida se valeu ou não a pena (Estou mais virado para o não...)

 

IMG_1277.jpg

IMG_1331.jpg

IMG_1286.jpg

IMG_1305.jpg

 

Galleria dell'Accademia funciona das 08:15 às 18:20 e fecha à segunda feira. O bilhete custa 8€, mas deve ser comprado com antecedência.

 

Palazzo Medicci-Riccardi está aberto todos os dias, das 8:30 às 19:30. O bilhete custa 10€.

 

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Catarina 30.10.2017

    Podia não ter comentado como anónimo? Podia....mas não era a mesma coisa -_-''


  • Ver o David... depende. Eu pessoalmente fico contente por ter visto uma das obras mais marcantes da história de arte, tal como o Nascimento de Vénus na Uffizzi... Nem que seja para riscar da lista.

    O Palácio Medici-Riccardi... é completamente desnecessário. Valeu por este tecto das ftos, mas convenhamos que em Florença não falta tectos de cortar a respiração!
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 31.10.2017

    Eu percebo esse ponto de vista 'riscar da lista', mas no meu caso, depois de 3 anos de história de arte a minha 'lista' de obras, edifícios etc seria imensa..... por exemplo, lembro-me de passar uma aula inteira a estudar a fachada de Santa Maria Novella para teres uma ideia
    Na galeria Uffizzi então acho que já ninguém me podia ouvir...
  • Imagem de perfil

    Catarina 31.10.2017

    Estou 'anónima' outra vez
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.