Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A aldeia onde o tempo parou

IMG_8951.jpg

 

A vista sobre Piodão é magnífica, como já mostrei neste post, mas de perto não tem menos encanto.

 

Arrumadas num anfiteatro natural, as casas descem pela escarpa, culminando numa praça, o centro da vida da aldeia, e onde fica a igreja e a maior parte do comércio. Esta disposição tem o efeito curioso de fazer a povoação parecer ainda mais pequena. Nenhuma rua, além da praça, oferece uma visão ampla do conjunto. Ao percorrer as ruas de Piodão, mais parece que se está a percorrer um labirinto. Até porque com apenas 70 habitantes, a agitação nas ruas não é grande.

 

Ruas essas, em que todas as casas são de pedra, apenas salpicadas pelas portas e janelas azuis. O chão, as paredes, os telhados, tudo de pedra. A notável excepção é a igreja, que se destaca de maneira quase cómica no conjunto. É que como se não bastasse ser branca, tem uma arquitectura tão curiosa, que quando mais olho para ela, mais me parece feita de massapão.

 

Embora Piodão se posso percorrer de uma ponta à outra num instante, é fácil perder a noção do tempo. São vários os pormenores e recantos que nos abrandam o passo. Afinal, não é todos os dias que se visita uma aldeia onde o tempo parece ter parado.

 

IMG_8882.jpg

IMG_8897.jpg

IMG_8521.jpg

IMG_8524.jpg

IMG_8621.jpg

IMG_8665.jpg

IMG_8596.jpg

IMG_8643.jpg

IMG_8514.jpg

IMG_8832.jpg

 

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

 

 

A melhor câmara é a que trazes contigo

IMG_2016.jpg

 

Não sei se acontece com toda a gente ou se é só comigo, mas um elogio mais frequente que o desejável, que ouço às minhas fotos é: "Deves ter uma máquina mesmo boa!".

 

Admito que é um comentário que me faz alguma confusão. Obviamente a máquina não faz o fotógrafo. Qualquer máquina razoável hoje tem qualidade mais que suficiente para tirar boas fotografias.Claro que ter uma objectiva de grande qualidade ajuda em factores como a definição ou a claridade da imagem, mas sem "ter olho", não há material que faça milagres. 

 

Esse sentimento levou-me a decidir fazer uma série de fotografia urbana, usando apenas o meu telemóvel. Deixo aqui algumas das que tenho tirado. 

 

IMG_3053.jpg

IMG_3033-Edit.jpg

IMG_3018.jpg

IMG_2975.jpg

IMG_2636.jpg

IMG_2562.jpg

IMG_2513.jpg

IMG_2543.jpg

IMG_2492.jpg

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.