Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Viena

0 (2) (1).jpg

 

Para terminar a viagem pela Áustria, nada como visitar a antiga capital do império Austro-Húngaro, Viena.

 

Vou ser sincero, e se calhar um pouco injusto. Fiquei algo desiludido com a cidade. Viena tem os seus edifícios e monumentos de grande riqueza arquitectónica, sem dúvida, mas talvez não tantos como pensei. Pode ser por ter vindo de Praga, uma das cidades com maior riqueza patrimonial do mundo. Se calhar não existem muitas cidades que pareçam bonitas logo depois de visitar a capital da República Checa. Além disso notam-se, mais do que pensava, os efeitos da tomada soviética da cidade ao regime Nazi, no final da Segunda Guerra Mundial. Mesmo no centro histórico, são vários os edifícos austeros e sem grande interesse, que nasceram onde os bombardeamentos russos deixaram destroços e ruinas.

 

Viena tem, no entanto, palácios monumentais, catedrais lindíssimas e museus fabulosos. Embora possa ter parecido demasiado negativo, que não fiquem dúvidas que é uma cidade que merece mesmo uma visita. Sobretudo com mais tempo, para aproveitar a grande oferta cultural que oferece. Só não vão a Praga primeiro.

 

IMG_7766 (1).jpg

IMG_7777 (1).jpg

IMG_7749.jpg

IMG_7750.jpg

IMG_7886.jpg

IMG_7764.jpg

 

IMG_7780.jpg

IMG_7808.jpg

IMG_7914.jpg

IMG_7643.jpg

IMG_7702 (1).jpg

IMG_7661.jpg

IMG_7870.jpg

IMG_7815.jpg

IMG_7849.jpg

IMG_7854.jpg

IMG_7857.jpg

 

 

Pelos Alpes Austríacos - Innsbruck

File 23-08-16, 22 45 36.jpeg

 

Depois das colinas de Lisboa, de volta às montanhas da Áustria, agora à capital do Tirol, Innsbruck. Cidade no vale do Inn, dividida pelo Rio Inn, e um sítio muito in para fazer ski no Inverno. Eu fui no Verão, altura do ano em que o desporto de eleição passa a ser o montanhismo. Percebe-se bem porquê, já que a cidade é rodeada por montanhas de cortar a respiração.

 

Mas Innsbruck é também a cidade mais importante do oeste da Áustria, cultural e economicamente. No Verão existem concertos ao ar livre, recriações históricas e outros eventos, sobretudo na praça principal, onde se situa um dos edifícios mais emblemáticos da cidade, uma casa com um "pequeno" telhado de ouro. Ao andar pelas ruas do centro histórico, quase parece que estamos numa daquelas cidades de brincar, dos modelos de comboios eléctricos. É tudo tão harmonioso, tão "arrumado", tão bem enquadrado pela paisagem envolvente, e ao mesmo tempo tão carregado de história. Dá a sensação que, por aqui, o passar do tempo só veio dar à cidade cada vez mais beleza e complexidade.

 

IMG_8594.jpg

IMG_8611.jpg

IMG_8343.jpg

IMG_8451.jpg

IMG_8474.jpg

IMG_8338.jpg

IMG_8379.jpg

IMG_8578.jpg

IMG_8290.jpg

IMG_8377.jpg

IMG_8523.jpg

IMG_8524.jpg

IMG_8538 (1).jpg

IMG_8539.jpg

IMG_8368.jpg

IMG_8555.jpg

IMG_8327.jpg

IMG_8574.jpg

IMG_8423-Pano-Edit.jpg

 

Pelos Alpes Austríacos - Salzburgo

File 18-08-16, 08 03 08.jpeg

 

Deixando a região dos lagos, rumo à capital do distrito, património da humanidade desde 1996. Banhada pelo rio Salzach, Salzburgo é a terra natal de Mozart, e a sua presença faz sentir-se a cada esquina. Tipicamente a fazer publicidade a produtos com a sua imagem ou até a bombons. Teriam dado jeito ao compositor, que tinha dificuldade em sustentar o seu estilo de vida, este tipo de contratos publicitários. Outros tempos...

 

IMG_8236.jpg

 

 

Mas a cidade é muito mais que Mozart, ou o cenário de Música no Coração. Saltam imediatamente à vista as várias cúpulas das suas igrejas barrocas, de onde se destaca a catedral, e a altiva fortaleza de Hohensalzburg, que pela sua posição priveligiada, parece vigiar todos os nossos passos.

 

Infelizmente, foi uma curta passagem por esta cidade, e muito ficou por ver. O dia chuvoso também não ajudou. Não chegou para esconder o charme de Salzburgo, mas certamente não ajudou a que tirasse mais fotografias. Talvez numa próxima visita.

 

IMG_8227.jpg

103.jpg

111-Pano.jpg

IMG_8233.jpg

IMG_8238.jpg

IMG_8246.jpg

 

Pelos Alpes Austríacos - St. Wolfgang

File 07-08-16, 16 36 13.jpeg

 

No século X, Wolfgang de Ratisbona viu em sonhos a igreja que viria a construir. A providência divina indicou-lhe o local, na margem do lago Wolfgangsee, à sombra da montanha de Schafberg. Conta a lenda que o próprio diabo o ajudou neste seu desígnio. Talvez também ele se tenha maravilhado pela beleza do local, dado que o diabo, segundo consta, costuma ser avesso a este tipo de boas acções.

 

De facto St. Wolfgang, como ficou conhecida a povoação, depois de canonizado Wolfgang de Ratisbona, não foi fundada num sítio escolhido ao acaso. Nem é por coincidência que é um dos destinos de Verão mais populares da Áustria. Tal como St. Gilgen, não muito distante, fica no coração da região do Salzkammergut, emoldurada por montanhas imponentes e banhada pelo Wolfgangsee, lago de águas límpidas, de um azul turquesa que mais parece ter sido pintado com aguarelas.

IMG_8150.jpg

IMG_8183.jpg

IMG_8196.jpg

 

Parecem existir quase tantos pequenos hóteis como casas de habitação, em St. Wolfgnag, sendo que o mais conhecido é o Im weißen Rößl (A Estalagem do Cavalo Branco), celebrizado numa opereta de grande sucesso nas décadas de 30 e 40, e que conta com uma localização priveligiada, literalmente colado ao rio.

 

Quer se queiram férias tranquilas, longe da confusão, ou algo mais aventureiro, como desportos aquáticos, montanhismo ou trekking, St. Wolfgang é um destino a visitar pelo menos uma vez.

 

Tal como St. Gilgen, a melhor maneira de viajar até este pequeno paraíso, a partir de Viena, é provavelmente de carro, numa viagem de cerca de 3 horas, ou aproveitando uma das várias excursões pelas várias vilas e pontos de interesse da região.

 

IMG_8111.jpg

IMG_8132.jpg

IMG_8197.jpg

IMG_8125.jpg

IMG_8148.jpg

 

 

 

 

Pelos Alpes Austríacos - St. Gilgen

File 03-08-16, 22 55 44.jpeg

 

St. Gilgen é uma pequena vila Austríaca, na região de Salzkammergut. Embora tenha apenas perto de 4000 habitantes, este número aumenta consideravelmente nos meses de Verão. O lago de Wolfgangsee é um dos motivos de atracção desta zona dos Alpes que, com as suas águas cristalinas, atrai banhistas e praticantes de desportos aquáticos. É uma região também muito procurada para passeios nas montanhas ou escalada.

 

A maneira mais fácil de chegar a St. Gilgen, a partir de Viena, é provavelmente de carro, numa viagem de cerca de 3 horas, ou aproveitando uma das várias excursões pelas várias vilas e pontos de interesse de Salzkammergut.

 

IMG_8059.jpg

IMG_8065.jpg

IMG_8027.jpg

IMG_8087.jpg

 

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.