Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Freitas Farinha - Fotografia

João Freitas Farinha - Fotografia

As Baleias de Purto Madryn

IMG_3235.jpg

 

Continua a série dedicada à minha viagem à Argentina, em Outubro de 2015. Depois de Buenos Aires, El Calafate, o glaciar Perito Moreno, El Chaltén, e Punta Tombo, hoje vamos viajar até Puerto Maryn, para ver as baleias.

 

E para lá chegar, foram mais umas horas de carro. Felizmente, mesmo assim, chegámos cedo. Já só havia vagas num barco para as visitas do meio dia. Mesmo à conta. Uns minutos mais tarde, e íamos ter de esperar pelas 16h.

 

Quando marquei a viagem, aquilo para que estava mais entusiasmado, era mesmo esta visita. E foi essa a principal razão para ter comprado a GoPro. Queria colocar a GoPro dentro de água, e apanhar uma baleia de perto. Ou filmar uma a saltar junto ao barco. Nada disso aconteceu. Nestas observações a animais é preciso sorte, e neste dia, ela não quis nada comigo.

 

Começou logo mal quando, após a minha primeira tentativa, um dos guias a bordo do barco, informou que tal prática é proibida por lei...  Aparentemente perturba as baleias...  Claro... porque ter vários barcos, todos os dias, a persegui-las, não as incomoda... Colocar uma câmara minúscula junto ao casco é que as vai perturbar imenso...

  

Apesar de não ter tido muita sorte, foi uma experiência que valeu bem a pena. Ainda vimos uma baleia bebé a bater as barbatanas na água, a chamar a mãe, e a nova atracção de Puerto Madryn, a baleia bebé albina.

 

Após a viagem de barco, fomos até um miradouro, que permite ver toda a baía. Aí sim, consegui tirar uma foto de uma baleia a saltar junto a um dos barcos. É impressionante até de longe. Lá mesmo ao lado... deve ser incrível. A foto ficou muito má, dada a distância, mas é engraçada, porque permite perceber o tamanho destes animais. E estamos a falar da baleia Franco-Autral, que não é, nem de perto, a maior espécie.

 

Como neste dia me dediquei mais aos vídeos,acabei por tirar muito poucas fotos. No final do vídeo que faz o resumo de toda esta viagem, podem-se observar algumas cenas desta aventura, incluindo, mesmo perto do fim, uma baleia a iniciar o seu mergulho, com a cauda de fora de água.

 

 

 

 

g0035346.jpg

IMG_3122.jpg

IMG_3139.jpg

IMG_3159.jpg

IMG_3173.jpg

IMG_3183.jpg

IMG_3192.jpg

IMG_3195.jpg

IMG_3200.jpg

IMG_5652.jpg

IMG_3228.jpg

IMG_3242.jpg

IMG_3247.jpg

 

Posts anteriores:

 

Buenos Aires - A Cidade

Buenos Aires - Ao Ritmo do Tango

Buenos Aires - Arte Urbana

Buenos Aires - Cultura

Buenos Aires - Caminito

Buenos Aires - La Bombonera

Buenos Aires - Jardim Japonês

 

El Calafate - A Cidade

El Calafate - Bicicletas e o Bar de Gelo

 

Glaciar Perito Moreno - Começa a Aventura

Glaciar Perito Moreno - A Caminhada no Glaciar

Glaciar Perito Moreno - O Miradouro

 

El Chaltén - A Cidade

El Chaltén - A Cascata Chorrillo del Salto

El Chaltén - Os Miradouros e a Ex-Objectiva

El Chaltén - Fitz Roy, Um Início Tranquilo

El Chaltén - Fitz Roy e as Marteladas nos Pés

 

Punta Tombo - Passear com os Pinguins

Punta Tombo - Guanacos

 

 

 Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

12 comentários

Comentar post

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.