Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A qualidade da luz

Floreados artísticos e inovações técnicas à parte, o que uma máquina fotográfica faz é muito simples. Captar a luz que entra pela objectiva.

 

Como tal, é fácil cair no erro de pensar que quanto mais luz, melhor para fotografar. Já perdi à conta às vezes que me disseram "agora que estamos no Verão é que estás bem, é a melhor altura para tirar fotos." 

 

Nada mais longe da verdade. No que toca a fotografias na rua, o Verão é de longe a pior altura do ano. Há muita luz, e é muito mais forte. Mais difícil para o sensor da máquina controlar. A luz intensa aumenta muito os contrastes entre pretos e brancos, além de retirar detalhe aos objectos.

 

Sabem aqueles dias de Sol, em que têm de semicerrar os olhos para conseguir ver, em que parece haver uma certa neblina no ar, que tira definição às coisas que estão mais longe? Pois, imaginem o sensor de uma máquina, que lida com isso bem pior que os nossos olhos.

 

Como em muitas outras coisas, a qualidade da luz é bem mais importante para fotografar, do que a quantidade. É por isso que, regra geral, as melhores alturas para tirar fotos são o nascer e o pôr do Sol, e os minutos imediatamente antes e depois. E a melhor estação? Talvez o Outono, mas acreditem, o Verão é horrível! Dias maiores significam mais horas de péssima luz. É muito mais difícil tirar boas fotos de paisagem nesta altura

 

Este tema dava pano para mangas, mas também facilmente se torna aborrecido. Como este é um blog que vive de imagens, e uma imagem vale mais que mil palavras, nada como vos mostrar, com estas três fotos, tiradas no mesmo sítio a horas diferentes.

 

 09h:30m - Nem é a hora a que a qualidade da luz é pior (que será por volta do meio dia). Por enquanto o Sol ainda está para a esquerda, não muito alto no horizonte. Umas horas mais tarde e as sombras que ainda marcam os contornos dos socalcos da encosta vão desaparecer, perdendo-se a noção de anfiteatro que agora ainda apresenta.

IMG_8575 (1).jpg

 

20h:20m (pôr do Sol, por volta das 21h). Até pode haver quem prefira a primeira foto. Mas nesta, nota-se claramente uma maior riqueza das cores, mais detalhe. E sobretudo uma maior noção de profundidade e textura.

IMG_8354 (1).jpg

 

20h:42m - A esta hora a luz cai relativamente depressa e só em 20 minutos a diferença já é grande. Nesta última foto a luz já começa a ser pouca, e só com uma longa exposição, e uso do tripé, é possível fotografar. Também já existe menos detalhe, as cores e texturas já não são tão pronunciadas.

IMG_8369-Pano-Edit-2 (2).jpg

 

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

 

 

 

 

 

 

4 comentários

Comentar post

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.