Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

João Freitas Farinha - Fotografia

João Freitas Farinha - Fotografia

Glaciar Perito Moreno - A Caminhada no Glaciar

IMG_4986.jpg

 

 

Continua a série dedicada à minha viagem à Argentina, em Outubro de 2015. Hoje chegamos finalmente ao glaciar Perito Moreno, um dos pontos altos da viagem. Os próximos posts levar-nos-ão ainda a  El Chaltén, meca do montanhismo, Ushuaia, a cidade mais a sul do mundo, e embarcaremos numa visita às baleias e pinguins, em Punta Tombo. O vídeo que fiz desta aventura, e que mostra tudo isto, pode ser visto aqui.

 

O Parque Nacional dos Glaciares foi criado em 1937, para proteger esta zona da Patagónia, única no mundo, onde se encontram os maiores glaciares do mundo, fora dos polos.

 

O mais conhecido destes glaciares, é o Perito Moreno, situado entre montanhas e bosques, e com um comprimento de 5 km e uma altura de 60 metros. Escusado será dizer que este é um dos locais mais impressionantes que já visitei. Não há vídeos ou fotografias que façam justiça à imponência e imensidão desta paisagem. Viajar é sempre enriquecedor, seja qual for o destino escolhido, mas ter visitado e andado sobre o Glaciar Perito Moreno será sempre uma das experiências mais transcendentes que tive a sorte de viver.

 

A subida ao Perito Moreno

 

A caminhada inicial levou-nos à base do glaciar. Aí, todos os visitantes tinham de se equipar com umas armações metálicas, que se prendem às botas, necessárias para caminhar no gelo. Os guias separavam então os visitantes em grupos, para preparar a subida. Após uma curta introdução sobre os cuidados a ter, e de praticarmos a andar com aquelas geringonças, seguimos pelos trilhos abertos no gelo.

 

Andar no glaciar é uma experiência única e difícil de descrever, ou até passar em imagens. A imensidão do cenário impressiona. É tão fora do vulgar, que as formações de gelo e as pequenas lagoas que nele se formam, de um azul quase impossível, invocam um cenário quase extra-terrestre.

 

No fim da caminhada, uma surpresa... Os guias retiraram de uns baús, quais tesouros, whisky e bombons, que ofereceram aos visitantes. Um pormenor engraçado... o whisky é servido com gelo do glaciar!

 

Uma oferta que se revelou perfeita para aquecer, e ganhar forças, para a descida que aí vinha. Afinal ainda era preciso voltar ao barco, e faltava a visita ao miradouro, com uma vista deslumbrante sobre o Perito Moreno. Mas essas fotos... ficam para amanhã.

 

IMG_2485.jpg

IMG_5015.jpg

IMG_5017.jpg

gopr2350 (1).jpg

gopr2352 (1).jpg

gopr2358 (1).jpg

IMG_5005.jpg

g0022323.jpg

IMG_5021.jpg

IMG_5029.jpg

gopr2363.jpg 

  

Posts anteriores:

 

Buenos Aires - A Cidade

Buenos Aires - Ao Ritmo do Tango

Buenos Aires - Arte Urbana

Buenos Aires - Cultura

Buenos Aires - Caminito

Buenos Aires - La Bombonera

Buenos Aires - Jardim Japonês

 

El Calafate - A Cidade

El Calafate - Bicicletas e o Bar de Gelo

Glaciar Perito Moreno - Começa a Aventura

 

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

Glaciar Perito Moreno - Começa a Aventura

IMG_2497.jpg

 

Continua a série dedicada à minha viagem à Argentina, em Outubro de 2015. Hoje chegamos finalmente ao glaciar Perito Moreno, um dos pontos altos da viagem. Os próximos posts levar-nos-ão ainda a  El Chaltén, meca do montanhismo, Ushuaia, a cidade mais a sul do mundo, e embarcaremos numa visita às baleias e pinguins, em Punta Tombo. O vídeo que fiz desta aventura, e que mostra tudo isto, pode ser visto aqui.

 

O Parque Nacional dos Glaciares foi criado em 1937, para proteger esta zona da Patagónia, única no mundo, onde se encontram os maiores glaciares fora da Antártida. Destes, o mais conhecido é o glaciar Perito Moreno, situado entre montanhas e bosques, e com um comprimento de 5 km e uma altura de 60 metros.

 

Escusado será dizer que este é um dos locais mais impressionantes que já visitei. Não há vídeos ou fotografias que façam justiça à imponência e imensidão desta paisagem. Viajar é sempre enriquecedor, seja qual for o destino escolhido, mas ter visitado e andado sobre o Glaciar Perito Moreno será sempre uma das experiências mais transcendentes que tive a sorte de viver.

 

A viagem até ao glaciar

 

Chegar até lá, foi em si mesmo uma aventura. Começou com uma viagem de autocarro, de cerca 80 km, desde El Calafate até ao Parque de Nacional dos Glaciares. Aí chegados, um pequeno barco atravessou o lago, levando-nos até à margem mais próxima do glaciar. Estavamos perto... mas ainda não estavamos lá... Não podia ser assim tão simples, pois não?

 

Claro que não! Chegar ao glaciar implicou ainda uma caminhada a pé, de cerca de uma hora. Não foi uma caminhada exigente, e levou-nos pelo meio de bosques e praias, sempre com uma vista espantosa. O dia estava nublado, e nevava ligeiramente. O que, convenhamos, até ajudou à espectacularidade do cenário, e a dar a sensação de estarmos a iniciar uma grande aventura!

 

IMG_4935.jpg

IMG_2418.jpg

IMG_2499 (1).jpg

IMG_2507.jpg

IMG_2426.jpg

IMG_5054.jpg

gopr2428.jpg

IMG_2433.jpg

IMG_4957.jpg

IMG_5042.jpg

IMG_5044 (1).jpg

IMG_4965.jpg

IMG_2443.jpg

IMG_2446.jpg

IMG_2450.jpg

IMG_2460.jpg

IMG_5040.jpg

gopr2276-Edit.jpg

IMG_4984.jpg

IMG_4988.jpg

 

Amanhã aqui no blog... A subida ao topo do glaciar, e a surpresa que nos esperava!

 

Posts anteriores:

 

Buenos Aires - A Cidade

Buenos Aires - Ao Ritmo do Tango

Buenos Aires - Arte Urbana

Buenos Aires - Cultura

Buenos Aires - Caminito

Buenos Aires - La Bombonera

Buenos Aires - Jardim Japonês

 

El Calafate - A Cidade

El Calafate - Bicicletas e o Bar de Gelo

 

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

El Calafate

IMG_2286.jpg

 

Continua a série dedicada à minha viagem à Argentina, em Outubro de 2015. Nos próximos posts ficarão a conhecer a cidade de El Calafate, e o glaciar Perito Moreno. Depois de termos ficado a conhecer Buenos Aires, esta viagem ainda nos levará a El Chaltén, meca do montanhismo, a Ushuaia, a cidade mais a sul do mundo, e numa visita às baleias e pinguins, em Punta Tombo. O vídeo que fiz desta aventura, e que mostra tudo isto, pode ser visto aqui.

 

El Calafate

 

El Calafate não podia estar mais distante de Buenos Aires, e não estou a falar apenas dos quase 3000 km que separam as duas cidades. A sensação de escala, num país do tamanho da Argentina é completamente diferente daquilo a que um europeu está habituado. Até chegar a El Calafate, tanto lá do alto, do avião, como na viagem de carro desde o aeroporto, que demora cerca de 20 minutos, só se vêm centenas e centenas de quilómetros de planícies e montanhas, a perder de vista em todas as direcções.

 

IMG_5116.jpg

IMG_5122 (1).jpg

IMG_4903.jpg

 

E de repente, numa espécie de vale, junto ao Lago Argentino, surge El Calafate. Não parece tanto uma cidade, mais um conjunto de pequeninas casas, espalhadas de maneira mais ou menos aleatória. Tirando a rua principal, que tem construções mais turísticas, tudo o resto são pequenas vivendas, cada uma do seu estilo, conforme o gosto e posses de quem a construiu. Os espaços verdes não são particularmente cuidados. Há obras que ficaram a meio, num permanente estado de abandono, e como há muito espaço, pouco se constrói em altura.

 

Apesar disto, El Calafate é uma cidade com bastante vida. Afinal é a povoação mais próxima do glaciar Perito Moreno, e tem sempre imensos turistas. Existem vários restaurantes, bares e cafés - os que experimentámos eram todos muito bons - e não podia deixar de existir a marca portuguesa. Neste caso, não só nos menus de um qualquer restaurante, como num grupo de turistas com que nos cruzámos. É sempre impressionante como há portugueses em todo o lado! 

 

IMG_2277.jpg

IMG_2278.jpg

IMG_4875.jpg

IMG_2285.jpg

IMG_2352.jpg

IMG_2390.jpg

IMG_2578.jpg

 

Tal como em Buenos Aires, escolhemos ficar numa casa particular, através do Airbnb. E tal como nos outros sitios onde ficámos alojados, a recepção não podia ter sido melhor. O dia estava muito frio, por isso soube pela vida quando, ao chegarmos a "casa", fomos brindados com chá quente, bolachas, e muita simpatia.

 

Também a despedida foi memorável. Tivémos direito a um mate (bebida típica argentina), e até o gato e os cães da família se vieram despedir! 

 

IMG_2276.jpg

IMG_2580.jpg

IMG_2591.jpg

IMG_2584.jpg

IMG_2573.jpg

IMG_5104.jpg

 

Posts anteriores:

 

Buenos Aires - A Cidade

Buenos Aires - Ao Ritmo do Tango

Buenos Aires - Arte Urbana

Buenos Aires - Cultura

Buenos Aires - Caminito

Buenos Aires - La Bombonera

Buenos Aires - Jardim Japonês

 

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

Buenos Aires - Jardim Japonês

IMG_2235.jpg

 

Este post, de uma série dedicada à minha viagem à Argentina, em Outubro de 2015, é o último sobre Buenos Aires. Mas esta viagem levar-nos-á ainda ao glaciar Perito Moreno, a El Chaltén, meca do montanhismo, a Ushuaia, a cidade mais a sul do mundo, e numa visita às baleias e pinguins, em Punta Tombo. O vídeo que fiz desta aventura, e que mostra tudo isto, pode ser visto aqui.

 

O Jardim Japonês

 

Buenos Aires tem muitos jardins e parques públicos que permitem escapar, por alguns momentos, à confusão típica de uma grande cidade. A maior parte dos espaços verdes ficam no bairro de Palermo, o mais nobre da cidade, e o Jardim Japonês não é excepção.

 

Criado e mantido pela comunidade japonesa que vive na cidade, e por isso com entrada paga, é um dos locais mais aprazíveis de Buenos Aires. Aqui passeia-se pelo meio de lagos com peixes Koi,  pequenos templos e uma paisagem hamoniosa e verdejante. É possível beber chá, em pequenos salões típicos, ou até fazer massagens. Sem dúvida um dos locais mais relaxantes desta visita, foi perfeito para recarregar baterias, e para nos preparar para as grandes caminhadas que nos esperavam nos dias seguintes.

 

IMG_2230.jpg

IMG_2236.jpg

IMG_2238.jpg

IMG_2243.jpg

IMG_2263.jpg

 

Posts anteriores:

 

Buenos Aires - A Cidade

Buenos Aires - Ao Ritmo do Tango

Buenos Aires - Arte Urbana

Buenos Aires - Cultura

Buenos Aires - Caminito

Buenos Aires - La Bombonera

 

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

Reflexos

 

P4100023.jpg

IMG_0019 (1).jpg

 

Duas fotos separadas por quase oito anos. Ambas tiradas em Setúbal. A de cima foi tirada com a minha primeira máquina, poucas semanas depois de a ter recebido. Parece que vários anos, algumas máquinas, e muitas fotos depois, há coisas que continuam a captar o meu olhar da mesma maneira...

 

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.