Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Oceanário de Lisboa

IMG_7111-Edit.jpg

 

Lembro-me da primeira vez que entrei no Oceanário.

 

Como tantas outras pessoas, foi durante a Expo 98. Durante meses, antes da abertura, vibrei com as fotografias, as maquetes, os artigos das revistas e jornais. Lembro-me do entusiasmo à volta da exposição. Sabia o nome de todos os pavilhões, o da Utopia, do Futuro, de Portugal, do Conhecimento, da Realidade Virtual. Mas de todos eles, o Oceanário era aquele que mais fazia a minha imaginação disparar...

 

Tinha 14 anos... lembro-me tão bem. O grande tanque central, tão azul e tão imenso.

 

Delirei com os tubarões, claro. Mas também com a floresta tropical, que se enchia de nevoeiro, ou com os pinguins, tão cómicos no seu bambolear. Sem esquecer as lontras Amália e o Eusébio, que se tornaram nos símbolos do aquário.

 

IMG_4922-Edit-Edit.jpg

Depois dessa primeira visita, voltei três vezes. Uma pouco depois da Expo 98 encerrar, para poder fazer a visita sem as enchentes da primeira vez, outra há uns anos, e a mais recente, já este ano.

 

Esta visita foi a primeira já com o novo edifício a funcionar. Mas nem era preciso essa novidade para a visita valer a pena. Há sítios que hão de ser sempre mágicos, por mais vezes que regressemos...

 

IMG_7620 (1).jpg

IMG_7178.jpg

IMG_7208.jpg

IMG_7173-Edit.jpg

IMG_7582.jpg

IMG_7260.jpg

IMG_7273.jpg

IMG_7466.jpg

IMG_7489.jpg

IMG_7518-Edit.jpg

IMG_7531.jpg

IMG_7586.jpg

IMG_7136.jpg

IMG_7237.jpg

IMG_6932.jpg

IMG_6943.jpg

IMG_6999.jpg

  

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

 

 

O Fotógrafo e a Raposa

IMG_5027-Pano.jpg

 

Andava eu a rever umas fotografias de Boston, que tirei em 2010, quando ao olhar para esta panorâmica, por mero acaso, reparei no que me pareceu ser um animal. Num cais. No meio do rio. Em pleno centro da cidade. 

 

- É um cão - pensei? Fiz zoom... e não, acho que não! Parece-me mesmo uma raposa, a julgar pela cauda! 

 

- O que faz uma raposa em pleno centro da cidade, no meio do rio Charles? - perguntam vocês? Pois. Também não faço ideia... 

 

Mas que tem piada, tem. Tal como o facto de uma fotografia ainda nos poder surpreender, mesmo que sete anos depois de ter sido tirada!

 

IMG_5028.jpg

IMG_5026-3.jpg

IMG_5026.jpg

 

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

Ushuaia - Leões Marinhos

IMG_3001.jpg

 

Uma das grandes atracções do passeio de barco pelo Canal Beagle, é a visita às colónias de leões marinhos que habitam nesta região.

 

Quando falei neste post, de há alguns dias, da dificuldade em fotografar animais, não me estava a referir a estes simpáticos mamíferos. Claramente. Isto porque a vida de um leão marinho é - ou pelo menos aparenta ser, pela observação que fiz in loco - estar deitado ao Sol todo o dia. Ou seja, mais fácil que tirar fotos a leões marinhos... só mesmo se for a uma preguiça!

 

gopr5273.jpg

IMG_3066.jpg

IMG_3027.jpg

IMG_3024-2.jpg

IMG_3004.jpg

IMG_3003.jpg

IMG_3002.jpg

 

Posts anteriores:

 

Buenos Aires - A Cidade

Buenos Aires - Ao Ritmo do Tango

Buenos Aires - Arte Urbana

Buenos Aires - Cultura

Buenos Aires - Caminito

Buenos Aires - La Bombonera

Buenos Aires - Jardim Japonês

 

El Calafate - A Cidade

El Calafate - Bicicletas e o Bar de Gelo

 

Glaciar Perito Moreno - Começa a Aventura

Glaciar Perito Moreno - A Caminhada no Glaciar

Glaciar Perito Moreno - O Miradouro

 

El Chaltén - A Cidade

El Chaltén - A Cascata Chorrillo del Salto

El Chaltén - Os Miradouros e a Ex-Objectiva

El Chaltén - Fitz Roy, Um Início Tranquilo

El Chaltén - Fitz Roy e as Marteladas nos Pés

 

Punta Tombo - Passear com os Pinguins

Punta Tombo - Guanacos

 

Puerto Madryn - As Baleias

 

Ushuaia - Parque Nacional da Terra do Fogo

Ushuaia - A Cidade no Fim do Mundo

Ushuaia - O Canal Beagle

 

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

O Pássaro - E Outras Fotos a Animais

Não costumo fotografar animais muitas vezes. Mas quando a oportunidade surge, dão sempre fotografias engraçadas.

 

Podem ser experiências com a minha gata, uma "sessão fotográfica" com um cão ou um esquilo que querem ser modelos, ou uma visita ao Jardim Zoológico. A verdade é que é sempre um desafio. Os animais não tendem a colaborar com os fotógrafos, mas isso é que torna mais compensador quando se consegue a fotografia que se ambicionava.

 

Desta viagem à Argentina, já aqui mostrei as visitas aos pinguins e às baleias, e o meu encontro fortuito com uma pequena manada de guanacos. E faltam os leões marinhos, que vou mostrar no próximo post.

 

Mas a minha foto preferida a um animal, das que tirei nesta viagem, foi a este pássaro. Era muito tímido, e precisei de algumas tentativas, muita paciência e um bocadinho de sorte. Depois de algumas corridas e vários voos de desespero (da parte do pássaro, mas quase podia ter sido eu, que tive de saltar um pequeno muro para o conseguir, finalmente fotografar ).

 

Digam lá que não é fotogénico?

 

IMG_3262.jpg

 

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

 

 

Ushuaia - O Parque Nacional da Terra do Fogo

gopr5067.jpg

 

Entramos na última etapa da viagem à Patagónia, ao chegar à cidade mais a sul do mundo, Ushuaia.

 

A cidade nasceu como colónia prisional, e da necessidade de se fundar uma povoação nesta região remota, devido às disputas de fronteira com o Chile. Foi crescendo ao sabor dos fluxos de trabalhadores, que vinham em busca de trabalho nas industrias que se iam fixando na região. Como tal, e um pouco como é característica de muitas cidades da Patagónia, é muito desordenada, e completamente desinteressante arquitectonicamente. O que vale é que a paisagem que a rodeia não é nada desagradável à vista, e é por aí que iremos começar hoje.

 

O Parque Nacional da Terra do Fogo

 

Se esta tivesse sido a primeira paragem desta viagem à Argentina, provavelmente teria ficado bem mais impressionado. Mas depois de visitar o glaciar perito Moreno, e as paisagens assombrosas de El Chaltén... a fasquia estava demasiado alta. Mesmo assim, e ficando a perder na comparação, a paisagem mais austera da terra do fogo tem também os seus encantos.

 

gopr5078.jpg

IMG_5487.jpg

IMG_5507.jpg

IMG_2856.jpg

IMG_2852 (1).jpg

 

O Passeio de Canoa

 

Nunca tinha andado de canoa. Foi mais difícil, e bem mais divertido, do que esperava. Em algumas zonas, o rio era tão baixo que tínhamos de sair e empurrar o barco. Houve algumas quedas dignas de figurar nos programas de apanhados. Ou por vezes a corrente fazia-nos remar completamente descoordenados, ao ponto de andarmos a fazer piões no meio do rio. Mais uma experiência única, para juntar às outras desta viagem.

 

gopr5117.jpg

gopr5124.jpg

IMG_5517.jpg

g0025139.jpg

 

Os Cavalos Selvagens

 

Já no final da visita, enquanto nos juntávamos para voltar ao autocarro, vi ao fundo uma manada de cavalos selvagens, que emergiu da vegetação, para vir pastar na planície. Corri que nem um maluco, sempre a olhar para trás, a ver senão partiam sem mim! Tirei duas ou três fotos... e corri de volta. Já estavam todos no autocarro, à minha espera! 

 

IMG_2883.jpg

IMG_2887.jpg

IMG_2889.jpg

Posts anteriores:

 

Buenos Aires - A Cidade

Buenos Aires - Ao Ritmo do Tango

Buenos Aires - Arte Urbana

Buenos Aires - Cultura

Buenos Aires - Caminito

Buenos Aires - La Bombonera

Buenos Aires - Jardim Japonês

 

El Calafate - A Cidade

El Calafate - Bicicletas e o Bar de Gelo

 

Glaciar Perito Moreno - Começa a Aventura

Glaciar Perito Moreno - A Caminhada no Glaciar

Glaciar Perito Moreno - O Miradouro

 

El Chaltén - A Cidade

El Chaltén - A Cascata Chorrillo del Salto

El Chaltén - Os Miradouros e a Ex-Objectiva

El Chaltén - Fitz Roy, Um Início Tranquilo

El Chaltén - Fitz Roy e as Marteladas nos Pés

 

Punta Tombo - Passear com os Pinguins

Punta Tombo - Guanacos

 

Puerto Madryn - As Baleias

 

 

Podem seguir as minhas fotos no Instagram, no Facebook ou subscrever os post por email, no fundo da página.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.